Última hora

Última hora

Geórgia pede tréguas à Rússia

Em leitura:

Geórgia pede tréguas à Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O Ministério dos Negócios Estrangeiros georgiano entregou na embaixada russa de Tbilisi uma notificação onde garante que as suas tropas suspenderam as hostilidades às cinco da manhã.

A informação do cessar-fogo foi confirmada, esta tarde, pelo Presidente georgiano em entrevista a uma cadeia de televisão britânica.

Apesar de não se sentir derrotado, Mikheil Saakashvili, assumiu em directo, a supremacia russa e garantiu que as suas tropas já abandonaram a frente de combate.

A Rússia confirma ter recebido uma notificação de cessar-fogo mas nega que tenha havido uma retirada das tropas georgianas e diz que continua a haver actividade militar no terreno.

As agências noticiosas falam de explosões próximo de Tskhinvali, a capital da Ossétia do Sul, uma horas depois do anúncio do cessar-fogo por parte da Geórgia. Há também informação de raids aéreos russos próximo do aeroporto internacional de Tbilisi.

O Presidente georgiano afirmou ainda, em entrevista ao canal de televisão britânico, haver contactos com a Rússia para pôr termo à guerra. Um combate que, segundo o Ministério do Interior já fez pelo menos 100 mortos, muitos feridos e prisioneiros entre os soldados da Geórgia.

No terreno as hostilidades continuam. Os Estados Unidos já advertiram a Rússia de que se os ataques prosseguirem as relações com a comunidade internacional estão comprometidas.