Última hora

Última hora

Política de Morales vai a referendo

Em leitura:

Política de Morales vai a referendo

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro da Bolívia está em jogo. Os quatro milhões de eleitores do país andino votam este domingo a continuidade de Evo Morales na presidência da república. Os mandatos do vice-presidente e dos governadores regionais são também submetidos a referendo.

A consulta popular convocada pelo presidente pretende esvaziar a contestação das províncias mais ricas do país. Depois de chegar ao poder, há 32 meses, o primeiro chefe de Estado saído das populações indígenas dos Andes bolivianos iniciou reformas com vista à redistribuição da terra e dos rendimentos dos recursos do subsolo, e em particular do gás natural que possui em abundância. Mas as províncias ricas da planície contestaram a política de Evo Morales e organizaram referendos autonómicos que o presidente não reconheceu.

Apesar dos incidentes que mancharam a campanha, o escrutínio começou sem violência e debaixo do olhar de observadores internacionais.