Última hora

Última hora

Evo Morales mantém-se à frente dos destinos da Bolívia

Em leitura:

Evo Morales mantém-se à frente dos destinos da Bolívia

Tamanho do texto Aa Aa

Os últimos resultados parciais indicam que 60% da população boliviana votou a favor da permanência de Evo Morales no cargo de presidente, após o referendo deste Domingo. Em ambiente de festa, o chefe de Estado boliviano afirmou que o seu país “vive um momento histórico” devido à “participação espontânea” da população num acto que considera importante para o “desenvolvimento da democracia” no país.

Morales espera agora relançar as suas políticas de nacionalização de sectores chaves da indústria e avançar com os planos de redistribuição de terras e de reforma da constituição. Projectos rejeitados pela oposição conservadora que está concentrada nas quatros regiões do país ricas em gás natural. O que promete relançar as tensões sociais num dos países mais pobres da América do Sul.

No referendo os bolivianos pronunciaram-se ainda sobre a permanencia no cargo de oito governadores. Segundo os resultados parciais, quatro líderes conservadores foram eleitos. Foi o caso de Rubén Costas, o governador liberal de Santa Cruz e o principal adversário do presidente.