Última hora

Última hora

Geórgia sob fogo russo

Em leitura:

Geórgia sob fogo russo

Tamanho do texto Aa Aa

Antes do anúncio do cessar-fogo, a Ossétia do Sul e as regiões vizinhas estiveram a ferro e fogo. Esta manhã, a cidade de Gori, na Geórgia, voltou a ser vítima de um ataque. Embora as primeiras testemunhas falassem de um raid aéreo, as imagens mostradas pela televisão fazem acreditar numa ofensiva com tiros de morteiro.

O ataque causou pelo menos cinco mortos, entre eles dois jornalistas, um holandês e um georgiano. Gori, perto da fronteira com a região separatista da Ossétia do Sul, foi, até agora, a cidade mais castigada plos bombardeamentos.

Em Tskhinvali, capital da província, a população civil está agora reduzida a um mínimo. Vê-se mais soldados que civis nas ruas. Tanto na cidade como nalgumas vilas vizinhas, como Kurta, o cenário é dantesco. Há casas a arder, um pouco por todo o lado, resultado de vários dias de ataques.

Embora a Rússia tenha anunciado um cessar-fogo, os combates podem prolongar-se. Numa outra província separatista da Geórgia, está aberta uma segunda frente. Os independentistas da Abkhásia cercaram o exército georgiano no vale de Kodori. Segundo os últimos relatos, as tropas da Geórgia estão a abandonar esta região.