Última hora

Última hora

Saakasvili volta a garantir que russos bombardearam Aeroporto de Tbilissi

Em leitura:

Saakasvili volta a garantir que russos bombardearam Aeroporto de Tbilissi

Tamanho do texto Aa Aa

A meio da noite passada, com a Geórgia a ferro e fogo, o presidente Mikhail Saakasvilli decidiu dar uma entrevista a jornalistas estrangeiros.

A ideia foi dizer qual a situação no terreno, do ponto de vista georgiano.

Saakasvilli diz que os russos atacam fora da zona de conflito na Ossétia do Sul e que tanto ontem como anteontem bombardearam o Aeroporto Internacional.

Ontem registou-se uma autêntica debandada do exército georgiano das zonas onde o exército russo atacou em força. O presidente deu ordens de retirada às tropas para se colocarem a caminho de Tbilissi e protegerem a capital. O chefe de Estado apelou ainda à população para se concnetrar na praça central de Tbilissi numa manifestação contra a invasão russa.

Segundo Mikhail Saakasvilli, cada vez que a Rússia atacou outro país no passado, a desculpa foi sempre a mesma, que tinha sido atacada primeiro e por isso teve de responder. Isso passou-se na Hungria e na Finlândia. Foram ao encontro de minorias e atacados por nações mais pequenas.