Última hora

Última hora

Rússia investiga genocídio cometido pela Geórgia

Em leitura:

Rússia investiga genocídio cometido pela Geórgia

Tamanho do texto Aa Aa

Tanto a Geórgia como a Rússia viram-se agora para os aspectos judiciais do conflito. As autoridades russas têm no terreno uma equipa de 150 investigadores com o objectivo de recolher indícios do crime de genocídio.

O porta-voz da comissão de inquérito russo, Vladimir Markin, cita uma testemunha, interrogada no decurso da investigação, que acusou as forças georgianas de atropelarem o pai com um tanque.

Já a Geórgia apresentou uma queixa contra Moscovo no Tribunal Internacional de Justiça por alegadalimpeza étnica de cidadãos georgianos nas repúblicas separatistas da Abcásia e da Ossétia do Sul.

Mas em Tskhinvalli, capital da Ossétia do Sul, é possível encontrar pessoas que acusam as forças leais a Tbilissi de terem começado a matar indiscriminadamente.

“Não fizemos nada contra eles. Vários homens aproximaram-se começaram a matar-nos. Os georgianos estavam a matar-nos e destruíram a minha casa”, afirma uma idosa.

A acreditar nos relatos de parte a parte, a Geórgia cometeu actos de genocídio no início do conflito e a Rússia encerra o pano com acções semelhantes.