Última hora

Última hora

EUA e Alemanha endurecem críticas a Moscovo

Em leitura:

EUA e Alemanha endurecem críticas a Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Numa altura em que a Rússia faz a mais profunda incursão em solo georgiano, os Estados Unidos e Alemanha endurecem críticas a Moscovo.

George Bush considerou a acção militar russa como inaceitável e Angela Merkel referiu que o Kremlin recorre a força militar desproporcionada.

Após cinco horas de reunião com a secretária de Estado norte-americana, Condoleezya Rice, o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili assinou o acordo de cessar-fogo, negociado pela França, em nome da União Europeia.

Saakashvili denunciou que a Rússia continua a avançar em solo georgiano e disse esperar que o presidente Dimitri Medvedev respeite e honre os seus compromissos e retire as forças do território.

A Rússia garante que vai cumprir o estipulado no compromisso mas pretende verificar a assinatura de Saakashvili no acordo de cessar-fogo. Ao lado da chanceler Angela Merkel, Medvedev explicou que não é contra a presença de soldados internacionals de manunteção de paz. O problema é que a população osseta e abcase apenas confia nos soldados russos, sublinhou o chefe de Estado.

Após ter visitado Medeved na Rússia, a chanceler alemã Angela Merkel desloca-se à Geórgia este fim-de-semana.