Última hora

Última hora

Maioria festeja fim de Musharraf

Em leitura:

Maioria festeja fim de Musharraf

Tamanho do texto Aa Aa

A demissão de Musharraf foi recebida com alegria pelos apoiantes do Partido do Povo Paquistanês (PPP), que viram a sua líder histórica ser assassinada a 27 de Dezembro.

O filho da dirigente, Bilawal Bhuto Zardari, apesar de estudar em Inglaterra é um dos líderes do PPP. De férias no Paquistão, comentou a decisão de Musharraf nos seguintes termos:

“Poucos dias depois do assassinato da minha mãe eu disse que a democracia era a melhor vingança e de facto a democracia é a melhor vingança. Hoje estamos todos muito orgulhosos do nosso país.”

Os advogados perseguidos pelo presidente demissionário no ano passado também mostraram o seu contentamento. Mais comedido esteve o porta-voz do partido de Nawz Sharif que pretende levar Musharraf a tribunal:

“A nossa posição é bastante clara, Musharraf não é ninguém. Trata-se de uma questão de atitude face a alguém que violou a constituição. Se for realizado um julgamento, no futuro ninguém no Paquistão se atreverá sequer em pensar violar a constituição.”

O futuro de Musharraf ameaça dividir a coligação governamental. O partido de Bhuto queria destituir o presidente devido aos fracos resultados da política económica relegando para segundo plano os alegados atropelos à constituição.