Última hora

Última hora

Pervez Musharraf deixa a chefia do Estado nas mãos do presidente da câmara alta do parlamento.

Em leitura:

Pervez Musharraf deixa a chefia do Estado nas mãos do presidente da câmara alta do parlamento.

Tamanho do texto Aa Aa

Mohammedmian Soomro vai assumir a presidência de forma interina, até às próximas eleições.

Será um período onde podem renascer rivalidades.

A coligação governamental tem conseguido manter-se unida com um só propósito: destituir o presidente.

Com o afastamento de Musharraf, tornam-se evidentes dois campos políticos opostos: de um lado está o marido da ex-primeira ministra Benazir Butto, assassinada em Dezembro. Do outro, está Nawaz Sharif da Liga Muçulmana.

Depois, há o problema económico. A inflacção subiu para níveis recordes quando comparados com os últimos anos, o défice público é elevado, a rupia, a moeda nacional, perdeu um quarto do valor.

A nível diplomático, a soberania de Cachemira continua sem resolução e a concorrência com a India a nível económico e militar não tem dia para terminar.

Um analista do Instituto de Washington alerta para o perigo de instalibilidade no Paquistão e explica que as autoridades partem de um pressuposto perigoso, o de que são independentes e sobrevivem em relação à India porque possuem pelo menos 150 ogivas nucleares.

Para os Estados Unidos, o Paquistão de Pervez Musharraf sempre foi um aliado e seja quem for que lute contra os Taliban e a al-Qaida terá o apoio da Casa Branca.