Última hora

Última hora

Soluções Zero na reunião de emergência do executivo francês por causa da economia

Em leitura:

Soluções Zero na reunião de emergência do executivo francês por causa da economia

Tamanho do texto Aa Aa

O governo francês reuniu-se de emergência por causa da economia do país.

Os resultados do último trimestre não são famosos, criaram ainda mais pessimismo nos agentes económicos.

O primeiro-ministro francês foi escasso no anuncio de soluções, considera que a culpa é da conjuntura internacional e defende uma reacção coordenada a nível europeu.

François Fillon diz que numa europa unificada no plano económico, e em particular numa Zona Euro unida, deverá haver uma resposta comum de vários países europeus. No âmbito da presidência europeia, Fillon quer pelo menos suscitar o debate.

Debate do qual se esperam medidas concretas nos próximos dias 12 e 13 de Setembro em Nice, na reunião dos ministros das Finanças dos 27.

O primeiro-ministro recusa-se a falar numa recessão económica e prefere a palavra abrandamento, apesar do crescimento negativo no último trimestre. O PIB caíu 0,3 por cento, a primeira queda em seis anos.

A redução do défice público para 2,5 por cento continua apesar de tudo a ser o objectivo do governo francês para este ano.