Última hora

Última hora

NATO congela contactos com Rússia

Em leitura:

NATO congela contactos com Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Mais uma tentativa da comunidade internacional para obrigar a Rússia a retirar as tropas da Geórgia, mais um fracasso.

França redigiu um projecto de resolução, com vista a ser votado no Conselho de Segurança das Nações Unidas, no sentido do respeito pela integridade do território da Geórgia e da saída imediata dos soldados russos.

Mas o embaixador russo na ONU foi rápido na reacção e afirmou que Moscovo não poderia votar sim ao documento.

Como a Rússia tem direito de veto no Conselho de Segurança, o projecto de resolução ficou pelo caminho, mas os esforços diplomáticos continuam.

Condoleezza Rice foi das peças chave da reunião extraordinária da NATO em Bruxelas. A secretária de Estado norte-americana deu a volta ao discurso e explicou que afinal não são os Estados Unidos que querem isolar a Rússia. É o comportamento de Moscovo que faz isolar o país.

A Aliança Atlântica decidiu entretanto congelar os contactos com a Rússia, como medida de pressão sobre as autoridades, mas não ficou claro se o congelamento de relações será total ou parcial.

Serguei Lavrov acusa a NATO de tentar transformar o agressor georgiano em vítima e relembra que também a Geórgia tem obrigações a cumprir, que todas as acusações e críticas são feitas contra a Rússia, no entanto a Geórgia, afirma, também não retirou as tropas, ao contrário do que foi acordado.

Moscovo acusa ainda a NATO de falhar na tentativa de mediação do conflito uma vez que a organização está a trabalhar com o que a Rússia considera serem “criminosos”.