Última hora

Última hora

Senado russo pronto a reconhecer soberania das regiões separatistas da Geórgia

Em leitura:

Senado russo pronto a reconhecer soberania das regiões separatistas da Geórgia

Tamanho do texto Aa Aa

As tropas russas vão retirar-se do território georgiano até ao final da semana. A garantia foi dada pelo presidente russo ao seu homólogo francês, Nicolas Sarkozy, num momento em que dezenas de tanques começaram esta manhã a abandonar a cidade sitiada de Gori, 70km noroeste de Tbilissi.

À luz do acordo de cessar-fogo, assinado na semana passada, 500 militares russos deverão permanecer no território até que os soldados georgianos regressem às suas bases permanentes.

À aparente calma militar no noroeste da Geórgia soma-se a tensão diplomática entre Rússia e a NATO, que exige uma retirada militar imediata.

Moscovo voltou ontem a rejeitar no Conselho de Segurança da ONU um novo projecto de resolução, recusando o ponto, proposto pela União Europeia, que reconhecia a integridade territorial da Geórgia.

O Senado russo afirmou hoje que está pronto a reconhecer a independência das duas regiões separatistas do país, durante a reunião agendada para a próxima segunda-feira. O parlamento da Abcásia reúne-se esta tarde para pedir a Moscovo que reconheça a sua soberania.

A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, aprovou ontem o envio de 20 observadores internacionais para a zona limítrofe da região da Ossétia do Sul, que deverão esclarecer a situação no terreno, após duas semanas de confrontos terem provocado mais de 100 mil refugiados e um número indeterminado de vítimas.