Última hora

Última hora

Spanair diz que dificuldades financeiras nada têm a ver com acidente

Em leitura:

Spanair diz que dificuldades financeiras nada têm a ver com acidente

Tamanho do texto Aa Aa

Filial do grupo escandinavo SAS, a Spanair é a segunda maior companhia aérea espanhola depois da Ibéria.

Após lucros de 10,6 milhões de euros em 2007, a empresa registou prejuízos este ano.

No mês passado, a Spanair anunciou um plano de reestruturação que inclui o despedimento de mil e cem pessoas.

Mas o porta-voz da companhia aérea, Sergio Allard, garante que as dificuldades financeiras nada têm a ver com o acidente e que o aparelho tinha passado na revisão em Janeiro:

“Não podemos especular sobre o acidente. A responsabilidade do inquérito pertence às autoridades civis da aviação, a quem cabe determinar as causas do acidente. A Spanair vai colaborar para que o inquérito possa decorrer normalmente e para que as causas deste lamentável acidente sejam estabelecidas”.

O avião da Spanair que se incendiou esta quarta-feira foi adquirido à Korean Airlines em 1993. É um McDonnell Douglas que pertence à família dos MD-80, um aparelho antigo que continua a ser muito utilizado no mundo inteiro.

Há registo de seis acidentes mortais com os aviões MD-80 entre 2000 e 2007, mas, segundo a Boeing, este número de acidentes não é superior ao registado para outros aparelhos.