Última hora

Última hora

Dor e revolta em Madrid

Em leitura:

Dor e revolta em Madrid

Tamanho do texto Aa Aa

Frustração, dor e revolta – estes são alguns dos sentimentos vividos em Madrid pelos familiares das vítimas do acidente do avião da Spanair, que provocou a morte 153 pessoas.

Num dos hotéis do centro da capital, os familiares receberam a visita da vice-presidente do governo mas a revolta de algumas pessoas era bem visível. “Eles mentem-nos ! Quero-os de volta, é isso que eu quero! Perdi três… perdi dois filhos e o meu neto! Passaram-se três dias e eles não me dão nada. Só quero isso! Não quero políticos à minha volta. Pretendo soluções.”

María Teresa Fernández de la Vega esteve no local para mostrar solidariedade. A vice-presidente do governo confirmou a existência de um vídeo do acidente que não foi tornado público.

Agora é altura de enterrar os mortos. Salamanca despediu-se esta sexta-feira de uma das seis vítimas, oriundas da região. Cerca de 200 pessoas assistiram à cerimónia fúnebre de Isaac Domiguez, de 21 anos.

Muitos familiares começaram já a transladar os restos mortais já identificados, cerca de cinquenta. Os processos de identificação poderão estar completos já este sábado. No hospital permanecem 19 feridos. O estado de saúde destas pessoas não sofreu alterações significativas.