Última hora

Última hora

Rússia define unilateralmente condições do cessar-fogo na Geórgia

Em leitura:

Rússia define unilateralmente condições do cessar-fogo na Geórgia

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades georgianas confirmaram que o exército russo começou a abandonar a cidade sitiada de Gori.

Moscovo tinha-se comprometido a retirar, até hoje, as suas tropas das posições ocupadas a 7 de Agosto.

No entanto, a Rússia afirma que 500 soldados vão permanecer em oito postos de controlo, numa “zona tampão”, em torno da fronteira da Ossétia do Sul.

A agência Reuters dá conta de que o exército russo estará a escavar fossos em torno de um posto de controlo junto ao porto georgiano de Poti.

Moscovo parece determinado em fixar unilateralmente as condições de um cessar fogo depois de, ontem, ter voltado a bloquear a aprovação de um acordo sobre o tema no Conselho de Segurança da ONU.

O Kremlin, que anunciou a suspensão da sua colaboração com a NATO, continua a recusar reconhecer a integridade territorial da Geórgia, apoiando as aspirações independentistas das repúblicas separatistas da Ossétia do Sul e da Abcásia.

Uma primeira missão de 20 observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa chegou esta noite a Gori para analisar a situação no terreno.

Segundo a ONU, as duas semanas de confrontos militares provocaram mais de 150 mil refugiados georgianos e um número ainda indeterminado de vítimas.