Última hora

Última hora

Tropas russas instalam-se às portas do porto georgiano de Poti

Em leitura:

Tropas russas instalam-se às portas do porto georgiano de Poti

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de georgianos manifestaram-se esta tarde na cidade de Poti, contra a presença do exército russo nas proximidades do maior porto comercial georgiano. Desde ontem, que duas dezenas de soldados russos, munidos de retroescavadoras, instalaram um posto de controlo às portas da cidade.

A zona, considerada vital para a economia georgiana, encontra-se nas margens do mar negro, a centenas de quilómetros da “zona tampão” em torno da Ossétia do Sul, onde Moscovo vai manter oito postos de controlo permanentes.

A NATO voltou hoje a exigir a retirada total das tropas russas e o regresso às posições antes do início da ofensiva militar, no dia 6 de Agosto. Segundo fontes diplomáticas, a inflexibilidade russa face à comunidade internacional, poderá acelerar a adesão da Geórgia à NATO.

O Parlamento georgiano decidiu hoje prolongar por mais duas semanas o “estado de guerra” no país. Washington e Paris acusaram ontem Moscovo de não respeitar os compromissos do acordo de cessar-fogo, assinado na semana passada.

Inflexível, o Kremlin afirma estar a respeitar o acordado. Moscovo recusa-se a reconhecer a integridade territorial da Geórgia, apoiando a independência das repúblicas da Abcásia e da Ossétia do Sul.

Segundo os analistas, o conflito dos últimos dias terá abalado não só a posição diplomática mas também financeira da Rússia.