Última hora

Última hora

Acidente no Quirguistão

Em leitura:

Acidente no Quirguistão

Tamanho do texto Aa Aa

Acidente de aviação faz pelo menos 70 mortos Quatro dias depois da catástrofe de Madrid, um novo acidente aéreo este domingo à tarde no Quirguistão.

Um avião comercial despenhou-se minutos depois de descolar de Bichkek, incendiando-se de seguida.

O aparelho, um Boeing 737-200, com 90 passageiros a bordo, fazia a ligação entre a capital do Quirguistão e Teerão, no Irão.

A queda ocorreu a cerca de cinco quilómetros do aeroporto de Bichkek.

Fontes oficiais afirmam que cerca de 20 pessoas sobreviveram ao acidente, entre as quais os sete membros da tripulação.

O avião, fretado pela companhia aérea iraniana, pertence à ITEK-Air do Quirguistão, que se encontra na lista de companhias proibidas de operar na União Europeia.

Segundo os relatos disponíveis, cinco minutos depois da descolagem o piloto pediu para regressar ao aeroporto e realizar uma aterragem de emergência, após se ter dado conta de um grave problema de despressurização na cabina.

Entre os passageiros encontravam-se meia centena de estrangeiros de nacionalidade iraniana, turca, canadiana e chinesa, informou o primeiro-ministro do Quirguistão.

Trata-se da pior catástrofe aérea desde a independência da república da Ásia central nos anos 90. Um acidente que ocorre menos de 100 horas depois da queda do avião da Spanair no aeroporto de Barajas em Madrid que fez centena e meia de mortos.