Última hora

Última hora

Abbas no Líbano por causa dos 400 mil refugiados palestinianos

Em leitura:

Abbas no Líbano por causa dos 400 mil refugiados palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

Os refugiados palestinianos são o mote para a visita de dois dias do presidente da Autoridade Palestiniana ao Líbano. Mahmoud Abbas foi recebido pelo chefe de Estado libanês Michel Suleiman a quem assegurou ser contra a permanência definitiva dos refugiados palestinianos em território libanês.

O líder palestiniano agradeceu ainda ao governo libanês os esforços para desarmar grupos de refugiados que operam no país. No ano passado, os combates entre o exército libanês e o movimento islamista Fatah al-Islam provocaram mais de 400 mortos.

Uma refugiada pediu a Abbas melhores condições de vida enquanto está no Líbano. Diz que a situação é má, que não há emprego, que os jovens ficam na rua todo o dia sem fazer nada e garante que quer regressar às terras da Palestina.

Só no Líbano existem 400 mil refugiados. Mais de 750 mil palestinianos foram empurrados para o êxodo com a criação do Estado israelita em 1948. Hoje serão mais de 4 milhões e estão distribuídos pelo Líbano, Jordânia, Síria, Faixa de Gaza e pela Cisjordânia.