Última hora

Última hora

Obama convence em noite histórica

Em leitura:

Obama convence em noite histórica

Tamanho do texto Aa Aa

Foi ao ataque, à candidatura republicana e aos oito anos de mandato de George W. Bush, que Barak Obama iniciou o sprint final da sua corrida à Casa Branca.

Perante mais de 75 mil pessoas, num estádio de futebol, o candidato democrata às presidenciais norte americanas assumiu finalmente a investidura e lembrou que “este momento, esta eleição é a oportunidade de manter no século XXI a promessa de um estilo americano de vida”.

Agora oficialmente confirmado como candidato, Obama não se fez rogado às críticas aos adversários políticos, tendo equiparado John McCain a George Bush e acusado ambos de responsabilidade nos problemas financeiros que o país atravessa e no declínio da imagem dos Estados Unidos no mundo.

“John McCain votou com George W. Bush 90% das vezes. O senador McCain gosta de falar de juizos de valor, mas o que devemos pensar do seu próprio julgamento quando ele pensa que George Bush está certo 90% do tempo”, afirmou, a propósito do comportamento do candidato republicano no senado.

O discurso de aceitação da candidatura de Obama foi o momento televisivo mais visto da campanha e o candidato aproveitou para passar a sua mensagem de mudança, ousando mesmo a sátira: “John McCain afirmou que iria perseguir Bin Laden até às portas do inferno, mas ele nem sequer conseguiu persegui-lo até à gruta onde vive.”, disse.

Obama promete acabar com o conflito no Afeganistão e retirar as tropas americanas do Iraque de forma responsável. A nível interno, uma das promessas mais marcantes é a de uma baixa generalizada de impostos.