Última hora

Última hora

Olmert volta a encontrar Abbas

Em leitura:

Olmert volta a encontrar Abbas

Tamanho do texto Aa Aa

O tempo urge e Ehud Olmert gostaria de alcançar um acordo com os palestinianos antes de deixar a chefia do governo israelita. Com esse objectivo recebeu, este domingo, o presidente palestiniano Mahmoud Abbas.

Olmert gostaria de alcançar uma espécie de acordo parcial para apresentar na Casa Branca no mês que vem deixando de lado as questôes mais sensíveis. Mas Abbas só está disposto a aceitar um acordo sobre todas as questões pendentes e o mais explícito possível.

O pior é que a partir de 17 Setembro é provavelmente Tzipi Lvni que vai tomar conta do Kadima, e depois haverá eleições e, a agora a ministra dos Negócios Estrangeiros, não parece ter pressa de concluir o acordo com os palestinianos.

Olmert propõe uma zona de passagem entre a Cisjordânia e a Faixa de Gaza sem controlo israelita; propõe conservar 7% de colonatos na Cisjordânia em troca de terrenos para os palestinianos junto da Faixa de Gaza e retirar a 93%. Quanto aos refugiados, rejeita o direito de regresso puro e simples.

As negociações sobre o estatuto da cidade de Jerusalém ficam adiadas para mais tarde. O ainda primeiro-ministro pretende associar ao debate os Estados Unidos, a União Europeia, Nações Unidas, Rússia e talvez o Egipto e a Jordânia.

Um acordo ainda que parcial seria uma saída airosa, mas é muita ambição para tão pouco tempo. Olmert está a sair de cena e o prazo de validade da administração norte-americana está a expirar. Tudo indica que, uma vez mais, a Palestina terá que esperar.