Última hora

Última hora

União Europeia procura posição comum face à Rússia

Em leitura:

União Europeia procura posição comum face à Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia vai procurar esta segunda-feira chegar a uma tomada de posição comum face à crise entre a Rússia e a Geórgia. Enquanto o exército russo mantém efectivos no terreno, os parceiros de Leste apelam a uma acção punitiva concreta contra Moscovo. Mas a oposição de países como a França ou a Alemanha tornam improvável a aplicação de sanções.

O chefe da diplomacia alemã Frank-Walter Steinmeier pede que os ânimos se acalmem de ambos os lados: “O meu apelo é: parem de fazer subir a tensão todos os dias. Neste momento, as consequências já são suficientemente graves. impedir outras consequências, isso é o mais urgente agora. e é disso que eu me quero ocupar”.

O máximo que a Geórgia poderá esperar de Bruxelas esta semana, para além da condenação da política russa face à região separatista da Ossétia do Sul, será uma promessa de ajuda por parte da UE.

Segundo fontes diplomáticas, a União Europeia também vai pedir ao Kremlin que respeite os termos do plano de paz negociado por Nicolas Sarkozy enquanto líder da UE. O cumprimento desse acordo passa pela retirada total das forças russas de território georgiano, tal como é exigido por Tbilissi.

Apesar de as sanções estarem para já fora de questão, alguns dirigentes de peso como o britânico Gordon Brown apoiam os apelos da Polónia e da Suécia que insistem que a Rússia deve pagar pela intervenção militar na Geórgia.