Última hora

Última hora

Cientistas descobrem "gene da infidelidade" nos homens

Em leitura:

Cientistas descobrem "gene da infidelidade" nos homens

Tamanho do texto Aa Aa

A culpa da infidelidade masculina pode ser… dos genes.

À primeira vista parece uma desculpa de um marido adúltero, mas cientistas suecos confirmam esta teoria.

Segundo os investigadores do Instituto Karolinska de Estocolmo os homens que possuem um determinado gene, o alelo 334, têm mais tendência a cometer a fatídica “facada” no matrimónio.

Um dos cientistas responsáveis pelo estudo afirma que “os homens que possuem uma ou duas cópias desta variação especifica no gene, têm o dobro das hipóteses de experimentar problemas com relações monogâmicas”.

Um argumento que só poderá ser utilizado pelo sexo masculino, como explica o investigador, Paul Lichtenstein. “Não descobrimos qualquer interacção nas mulheres. A nossa hipótese desde o início era que não iriamos encontrar este gene nas mulheres, como já tinhamos visto em experiências anteriores com ratos de laboratório fêmeas.”

É a primeira vez que um estudo associa uma variante de um gene específico com a maneira como os homens se comprometem com as suas parceiras.

A experiência incidiu sobre um grupo de mil casais heterossexuais e durou mais de 5 anos.