Última hora

Última hora

EUA querem revitalizar economia georgiana

Em leitura:

EUA querem revitalizar economia georgiana

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos prometem ajudar a economia georgiana a recuperar a competitividade

A garantia foi dada por Dick Cheney que esta quinta-feira chegou a Tblissi.

Trata-se mais alto responsável norte-americano a visitar a Geórgia desde o início do conflito no Cáucaso.

Em conferência de imprensa, o vice-presidente norte-americano garantiu que Washington vai ajudar Tblissi “a reconstruir a economia” para que volte a ser “uma das que mais cresce a nível mundial”, adiantando, que os Estados Unidos vão “continuar a apoiar” o governo georgiano, eleito democraticamente.

O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, agradeceu o apoio prestado pelos Estados Unidos e apelou ao mundo para que não reconheça a independência das repúblicas separatistas da Ossétia do Sul e da Abcásia.

A visita do número dois norte-americano às antigas repúblicas soviéticas começou, ontem, no Azerbeijão. Dick Cheney segue depois para Kiev.

A chegada a Tblissi dá-se um dia depois da Casa Branca ter anunciado o envio de 700 milhões de euros de ajuda humanitária para o território. Uma verba que se soma aos cerca de 20 milhões enviados desde o início do conflito.

Moscovo diz que a ajuda humanitária enviada por Washington não passa de um pretexto para reforçar o arsenal militar georgiano.