Última hora

Última hora

CE dá luz à recolha de impressões digitais dos ciganos italianos

Em leitura:

CE dá luz à recolha de impressões digitais dos ciganos italianos

Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas não vê qualquer inconveniente na recolha de impressões digitais para o recenseamento dos ciganos italianos. A medida legislativa tinha causado polémica junto das associações de defesa dos Direitos do Homem. A Comissão Europeia (CE) acabou por pedir explicações ao governo de Roma e, depois de ler a legislação, não tem nada a opor, como afirma Michele Cercone, porta-voz da Comissão: “Estes mesmos textos e medidas submetem a condições restritivas, a recolha de dados dactiloscópicos. Ela terá como única finalidade a identificação de pessoas e é a última solução. Portanto, o recurso às impressões digitais não é sistemático. Ela é, pelo contrário, limitada.”

A oposição acusa o governo de fazer uma política que visa dificultar a imigração. Mas o ministro da Administração Interna defende-se: trata-se de proteger e escolarizar as crianças.

O recenseamento está a decorrer nos inúmeros acampamentos onde vivem os cerca de 160 mil ciganos italianos, a grande maioria em condições de extrema precariedade.