Última hora

Última hora

Obelisco regressa a casa ao fim de mais de 70 anos

Em leitura:

Obelisco regressa a casa ao fim de mais de 70 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Tem cerca de 1700 anos e regressou, esta quinta-feira, a Axum na Etiópia.

O obelisco foi levado levado para a Itália pelas tropas de Mussolini no final dos anos 30 onde permaneceu até 2005. Desde então, dezenas de engenheiros trabalharam para recuperar e instalar a estela no local de origem. Hoje, os etíopes vêem regressar a casa um símbolo nacional.

Um responsável da UNESCO explica que “há outros projectos em curso, alguns institucionais, do Banco Mundial, e outros com os quais a Unesco colabora”. O objectivo, sublinha, “é recuperar e devolver a este local a notoriedade que mereçe já que se trata de um dos maiores em toda a África.”

A restituição do obelisco com 24 metros de altura assinala uma nova etapa nas relações entre a Etiópia e a Itália, país que assumiu os custos de transporte e instalação.

A estela gigante está associada à crueldade fascista levada a cabo contra o povo. Uma ferida que os etíopes acreditam ser possível curar com o regresso do obelisco.