Última hora

Última hora

BP aceita condições para continuar na Rússia

Em leitura:

BP aceita condições para continuar na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo petrolífero britânico BP aceitou um acordo com os accionistas russos da participada TNK-BP, que permite que 20% da empresa possa ser cotada em bolsa.

A BP aceitou demitir o presidente executivo Bob Dudley e nomear uma nova administração independente.

O consórcio anglo-russo, nascido da compra de 50% da TNK por parte da BP,viu-se envolvido, nos últimos tempos, envolvido em vários problemas, incluindo acusações de espionagem industrial imputadas aos britânicos.

Apesar das concessões feitas aos russos, a administração da BP está contente pela sobrevivência do consórcio e de poder continuar a investir na Rússia. Com a remodelação, a TNK-BP deixa de estar dependente do grupo britânico.

As acções da BP foram beneficiadas, uma vez que se temia que a empresa perdesse os 50%.

Bob Dudley acaba por ser o maior sacrificado. Mantém o mandato até ao fim do ano, mas continua a gerir a empresa a partir de Londres. O ainda presidente executivo saíu da Rússia em Julho, depois de se dizer vítima de assédio.