Última hora

Última hora

Sarkozy tenta lançar negociações internacionais para o Caucaso

Em leitura:

Sarkozy tenta lançar negociações internacionais para o Caucaso

Tamanho do texto Aa Aa

Um mês depois da eclosão do conflito entre a Rússia e a Geórgia o presidente francês volta a Moscovo e a Tbilissi para o lançamento das discussões internacionais sobre as províncias separatistas georgianas da Abkasia e da Ossétia do Sul. A presidência francesa da União Europeia condenou com firmeza, terça-feira, o reconhecimento pela Rússia da independência daquelas duas regiões separatistas georgianas.

Nicolas Sarkozy apelou à Rússia para que retire “imediatamente” as suas forças militares “para as posições anteriores ao início das hostilidades”, a 07 de Agosto sendo este um dos problemas a discutir na segunda-feira.

Em Avignon os chefes da diplomacia da União Europeia reunem-se hoje para reafirmarem uma posição comum. O ministro alemão dos Negócios Estrangeiros lembrou que é muito importante que a Rússia perceba que deve retirar as suas tropas estacionadas na Geórgia. O envio de observadores internacionais e da OSCE para a zona tampão controlada por Moscovo é também um dos pontos em debate.

A forte presença militar russa no porto georgiano de Poti e arredores reflecte bem a tensão que ainda persiste na região. Para o Ocidente Moscovo está a violar os acordos firmados.