Última hora

Última hora

À espera das autoridades sobre as ruínas de um bairro da lata do Cairo

Em leitura:

À espera das autoridades sobre as ruínas de um bairro da lata do Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

Depois da dor, foi a revolta que tomou conta dos habitantes de Manshiyet Nasser, um bairro de lata nos arredores do Cairo. Um dia depois de um deslizamento de terras ter provocado pelo menos 31 mortos e 47 feridos, as operações de resgate prosseguem lentamente. Segundo algumas fontes o governo terá mesmo ordenado a evacuação do bairro e a suspensão das buscas, quando centenas de vítimas podem ainda encontrar-se por debaixo dos escombros.

“Há ainda pessoas que estão enterradas desde ontem sob as pedras e nenhum responsável das autoridades veio ver o que se passou. Disseram que iriam trazer socorristas especializados e não apareceu ainda nenhum”, afirma um sobrevivente. Os habitantes sublinham que tinham alertado, no passado, os responsáveis locais para o risco de um deslizamento de terras. “Estas pessoas ficaram sem casa e a culpa é do governo, não vamos deixar que nos ignorem estamos prontos a lutar para defender os nossos direitos”, afirma outro residente.

Os residentes recusam-se agora a abandonar as casas temendo a demolição do bairro, onde o governo terá projectado construir uma zona industrial. As autoridades justificam a presença de retroescavadoras no local como forma de poder abrir caminho às equipas de salvamento. O incidente de ontem ocorreu às primeiras horas da manhã, quando uma parte do topo de uma colina se desmoronou, soterrando dezenas de casas.