Última hora

Última hora

Um acelerador de partículas à procura dos mistérios da origem do Universo

Em leitura:

Um acelerador de partículas à procura dos mistérios da origem do Universo

Tamanho do texto Aa Aa

O LHC – sigla inglesa para Grande Colisor de Hadrões – é um túnel de 27 quilómetros, localizado a 100 metros de profundidade na fronteira franco-suíça. As partículas vão circular no acelerador a velocidades próximas da luz, antes de serem produzidas as colisões.

Os choques de partículas, que geram temperaturas 100 mil vezes superiores às do centro do Sol, libertam os chamados “quarks”. Os cientistas vão poder ver como estes “quarks” se aglutinam em matéria, tal como acreditam ter acontecido logo após o Big Bang e com a origem do Universo, tal como o conhecemos.

Os investigadores vão também tentar perceber melhor conceitos como “matéria negra” ou “energia negra”. Mas um dos resultados mais esperados é encontrar o “Bosão de Higgs”, apelidado de “partícula de Deus”, muito estudada mas nunca vista.

A experiência conta com detractores que temem que provoque pequenos buracos negros que, ao aumentarem, possam “engolir o planeta”.