Última hora

Última hora

Cientistas europeus recriam o "Big Bang" em Genebra

Em leitura:

Cientistas europeus recriam o "Big Bang" em Genebra

Tamanho do texto Aa Aa

Os cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas do CERN começaram hoje, em Genebra, a tentar recriar o nascimento do universo.

É a maior experiência científica da história.

O objectivo é reproduzir o que aconteceu imediatamente após o Big Bang, há treze mil e setecentos milhões de anos.

O director do CERN, Jos Engelen, explica que os frutos do projecto não são imediatos.

“Para saber se é um sucesso científico e se fizermos as importantes descobertas que esperávamos, terá de passar mais algum tempo.”

O responsável respondeu às críticas dos que temem que a experiência possa provocar o aparecimento de buracos negros que podem engolir o planeta.

“A terra e outros objectos no universo são bombardeados com raios cósmicos. Medimos esses raios que têm uma energia cem vezes superior ao que conseguimos realizar em laboratório. As experiências que estamos a fazer acontecem há milhares de milhões de anos na natureza. Não estaríamos aqui se estivéssemos a fazer algo de perigoso”.

O Big Bang vai ser recriado através do maior acelerador de partículas do mundo, em que se vai produzir os choques de partículas a quase trezentos mil quilómetros por segundo, praticamente a velocidade da luz.

As colisões libertam quarks e os cientistas vão poder ver de que forma os quarks se aglutinam em matéria. Um dos grandes objectivos é compreender a matéria negra e a energia negra que representam 96% do universo.