Última hora

Última hora

Russos já começaram retirada

Em leitura:

Russos já começaram retirada

Tamanho do texto Aa Aa

A retirada russa de um posto de controlo em território georgiano, junto à região independentista da Abcásia provocou o regozijo de inúmeros georgianos, e constitui um sinal de que Moscovo irá honrar o compromisso assumido na segunda-feira perante a União Europeia.

Os russos têm um mês para abandonar a Geórgia com excepção das regiões separatistas. Ao mesmo tempo será colocado no terreno um contingente de monitorização da UE. O presidente da Rússia está satisfeito e justifica porquê. “Quantos mais observadores internacionais existem, melhor. Espero que isso trave o regime militar da Geórgia de cometer acções estúpidas”, Dimitry Medeved.

O Kremlin retira as forças ocupantes mas reforça a presença nas regiões separatistas com o dobro dos soldados existentes antes do confronto militar.

O ministro georgiano da Integração, Temur Iakobashvili, reagiu às intenções de Moscovo de colocar na mesa das negociações dirigentes da Ossétia do sul e da Abcásia, uma atitude que o ministro referiu ser “inaceitável”.

O plano desenhado pela União Europeia apazigua as tensões entre o Ocidente e a Rússia mas Tbilissi permanece distante de voltar a ter controlo sobre as duas províncias rebeldes.