Última hora

Última hora

Lavrov critica sistema anti-míssil norte-americano em Varsóvia

Em leitura:

Lavrov critica sistema anti-míssil norte-americano em Varsóvia

Tamanho do texto Aa Aa

Rússia e Polónia tentam reparar relações sob fundo de desacordo sobre o sistema anti-míssil norte-americano.

No dia em que foi recebido em Varsóvia pelo primeiro-ministro Donald Tusk, Sergei Lavrov acusou os Estados Unidos de quererem cercar a Rússia.

O chefe da diplomacia russa reafirmou que o sistema anti-míssil representa uma ameaça directa contra o seu país, mas sublinhou que o Kremlin continua aberto ao diálogo.

Lavrov frisou que os russos “não vêem qualquer ameaça da parte da Polónia, mas não podem ignorar o facto de que os elementos [que os Estados Unidos querem instalar nos territórios polaco e checo] representam uma parte integrante do sistema estratégico norte-americano”.

Moscovo quer “garantias concretas” de que a Rússia não será um alvo.

O ministro polaco dos Negócios Estrangeiros tentou tranquilizar o homólogo russo.

Radoslaw Sikorski disse que “participou num ‘briefing’ militar com o senador John McCain” e que “nada indica que o sistema tenha qualquer relação com a Rússia”. Sikorski acrescentou que Barack Obama lhe garantiu que o sistema só iria avançar com a certeza de que “não será apontado à Rússia”.

Varsóvia e Washington assinaram em Agosto o acordo para a instalação de um escudo anti-míssil em território polaco, que trabalhará em conjunto com um radar a instalar na República Checa.

O acordo, bem como o apoio de Varsóvia à causa georgiana, gelaram as relações entre russos e polacos.