Última hora

Última hora

Juncker garante: "A Europa não está em recessão"

Em leitura:

Juncker garante: "A Europa não está em recessão"

Tamanho do texto Aa Aa

Jean-Claude Juncker foi, esta sexta-feira, reconduzido no cargo de presidente do eurogrupo, numa Europa que, segundo diz, não está em recessão.

Na reunião informal do eurogrupo, que reúne os ministros das finanças da zona euro, na cidade francesa de Nice, o primeiro-ministro e ministro das Finanças luxemburguês, admitiu que o abrandamento económico da zona está a ser mais longo do que previsto, mas recusa falar de recessão.

“É preciso começar por dizer que não podemos dizer que a Europa esteja no limiar da recessão. Não é verdade”, afirmou Juncker, que acrescentou: “Nós fazemos a distinção entre a recessão e a recessão técnica.” Este último cenário, que se caracteriza por dois trimestres consecutivos de recuo do PIB, não está, contudo, excluído.

Embora reafirme os fundamentos da zona euro, Juncker aceita, contudo, alguma flexibilidade no que toca aos défices, desde que o limite sagrado dos 3% do PIB não seja ultrapassado. “Nem pensar em permitir um aumento dos défices orçamentais. Não temos o direito de repetir, em 2008, os mesmos erros que cometemos aquando dos choques precedentes”, alertou.

E para não cometer os mesmos erros, Juncker recusa também um plano de relançamento da economia europeia. Recorda que os planos de relançamento lançados nos anos 70 tiveram efeitos de curta duração e, como consequência, um aumento dos défices.