Última hora

Última hora

Lourdes, 150 anos depois

Em leitura:

Lourdes, 150 anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Cento e cinquenta anos depois de Bernadette Soubirous revelar ter visto a Virgem Maria em 18 aparições, 60 mil pessoas estão já em Lourdes e 120 mil são esperadas amanhã no segundo lugar católico mais visitado em todo o mundo.

Conta a história que Bernadette viu Maria junto a uma fonte de água e que lhe pediu para abrir uma gruta junto à nascente. Com os anos, multiplicaram-se as revelações de milagres e de efeitos curativos da água da gruta.

Um peregrino irlandês explica que o mais importante é mesmo Lourdes em si própria, diz que o lugar é como uma espécie de céu…” A chegada do Papa Bento XVI representa mais um passo no prestígio adquirido pelo santuário ao longo dos anos.

Lourdes é uma pequena cidade do sul de França, com pouco mais que 15 mil residentes e que acolhe todos os anos seis milhões de visitantes. É também a segunda cidade do país com o maior dinamismo hoteleiro, depois de Paris, com 35 mil camas.

O Santuário ocupa uma área de 52 hectares, o equivalente a 52 campos de futebol, onde foram edificados 22 lugares de culto, entre os quais três basílicas, e duas estruturas de acolhimento de doentes.

O chefe do departamento médico do santuário explica que, como profissional, a ciência e a crença caminham lado a lado.

Foram registados pelo Vaticano 67 milagres em Lourdes. Existe uma equipa de cientistas encarregue de verificar, através de critérios objectivos, os poderes curativos da água da gruta.