Última hora

Última hora

Oitenta e oito mortos em acidente de avião

Em leitura:

Oitenta e oito mortos em acidente de avião

Tamanho do texto Aa Aa

As equipas de resgate encontraram as duas caixas negras do avião Boeing-737 da companhia aérea russa Aeroflot que caiu esta madrugada em Perm, perto dos Montes Urais.

O acidente causou a morte a 88 pessoas. As caixas serão envidadas para análise em Moscou. Na origem do acidente pôde ter estado um incêndio numa das turbinas do avião.
Os pilotos terão perdido, Moscou e Perm, perderam o contacto com os controladores aéreos quando o avião se encontrava a 1.100 metros de altitude. O aparelho foi encontrado depois destruído e a arder dentro do perímetro da cidade de Perm.

Entre os passageiros estavam sete crianças nove das quais naturais do Azerbeijão e as restantes da Ucrânia, França, Suíça, Lituânia, Estados Unidos, Alemanha, Turquia e Itália.
O acidente danificou secções da linha de caminho de ferro do Trans-Siberiano, que está interrompida entre Perm e Yekaterinburg.

Residentes em Perm relataram que ouviram uma forte explosão e que quando se aproximaram viram destroços em chamas. Um desses residentes relatou que um vizinho que viu o avião embater no solo violentamente, num ângulo entre 30 e 40 graus. Este é o mais mortífero acidente desde Agosto de 2006, quando um Tupolev da Pulkovo Airlines que fazia uma ligação entre a estância balnear de Anapa, no Mar Negro, e São Petersburgo, se despenhou na Ucrânia, provocando pelo menos 170 mortos.