Última hora

Última hora

Bolívia: Pando e Santa Cruz a ferro e fogo

Em leitura:

Bolívia: Pando e Santa Cruz a ferro e fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da instauração da Lei Marcial, manifestantes pró e contra o presidente boliviano envolveram-se em confrontos na região de Pando.

Os soldados receberam ordens para deter o governador de Pando que desrespeitou o Estado de sítio declarado pelas autoridades.

Foram enviados reforços militares para outra zona rebeldes – Cobija – para restabelecer a ordem e retomar o controlo dos edifícios públicos, invadidos por grupos armados.

O governador de Santa Cruz, um dos principais opositores do chefe de Estado Evo Morales, garante que se houver mais mortes e feridos deixa de haver espaço para qualquer tipo de negociação.

Morales quer fazer um referendo para mudar a constituição e avançar com a reforma agrária, algo que contraria os interesses dos mais abastados nas regiões mais ricas.

O presidente marcou a consulta popular para 7 de Dezembro.

Na capital boliviana, domingo foi dia para mais uma manifestação contra a violência.