Última hora

Última hora

Bancos europeus em queda livre

Em leitura:

Bancos europeus em queda livre

Tamanho do texto Aa Aa

Esta terça-feira foi um dia para esquecer no sector europeu da banca. As notícias vindas dos Estados Unidos, com a falência do Lehman Brothers e os problemas com a American International, tiveram um forte impacto na Europa.

O banco britânico HBOS foi, de todos, o mais atingido. As acções do HBOS perderam 22% esta sessão, na bolsa de Londres. O suíço UBS e o francês Natixis sofreram também um grande golpe.

Segundo Nick Edwards, da Reuters, nada vai voltar a ser como dantes: “O nervosismo é a palavra-chave. Um analista disse-nos que havia um pânico ordenado nos mercados. Claro, existe um apetite para vender. Mas quando isso acontece, há um mercado em dois sentidos. Quando há alguém a vender, tem que haver alguém a comprar e os gestores de fundos começam a pensar que não se está longe de uma boa altura para apostar em certas empresas”.

O HBOS é o maior banco britânico de crédito imobiliário. As más notícias para o sector bancário deste início da semana fizeram aumentar os medos que o banco venha a ser obrigado a fazer uma nova revisão em baixa dos activos. Os bancos europeus com investimentos nos Estados Unidos estão a sofrer o ricochete de toda a crise que atingiu o sector bancário norte-americano.