Última hora

Última hora

AIG salva da falência

Em leitura:

AIG salva da falência

Tamanho do texto Aa Aa

A companhia de seguros norte-americana AIG foi salva, no último momento, pela Reserva Federal, que lhe reservou um plano de salvamento de 85 mil milhões de dólares. A AIG ameaçava falir, à semelhança do banco Lehman Brothers. O governador do Estado de Nova Iorque, David Paterson, acredita que a crise é passageira: “Os americanos vão ter seguros, os segurados estão protegidos, os empregos vão ser salvos e os negócios vão continuar”.

A AIG, ou American International Group, tem activos no valor de 757 mil milhões de euros e enfrenta um prejuízo de 13 mil milhões. O grupo está presente em vários países e emprega 116 mil pessoas.

As notícias de abalo no sector financeiro nos Estados Unidos causaram quedas brutais nas bolsas de todo o globo, nos primeiros dias da semana. O salvamento da AIG salvou também as bolsas.

“O resgate da AIG pr parte do governo americano é um tranquilizante para os mercados globais. Mas, a longo prazo, há dúvidas sobre se este plano de salvamento pode beneficiar todo o sector financeiro americano”, diz um analista.

A falência do Lehman Brothers foi a gota de água que causou o descalabro – o último capítulo de uma crise que começou há mais de um ano.

O banco britânico Barclays anunciou a compra dos activos do Lehman Brothers, incluindo a sede em Nova Iorque, por pouco mais de mil milhões de euros. O Barclays ficou ainda com a filial de banca de investimento, por um preço quase simbólico.