Última hora

Última hora

Bruxelas quer ajudar pobres a enfrentarem a crise alimentar

Em leitura:

Bruxelas quer ajudar pobres a enfrentarem a crise alimentar

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia propôs, na quarta-feira, aumentar o orçamento anual do programa de ajuda alimentar de 300 para 500 milhões de euros, a partir do próximo ano. O anúncio foi feito pela Comissária para a Agricultura, que explicou que com o aumento dos preços dos alimentos o programa necessita de mais dinheiro.

“Os Estados-membros que queiram participar podem solicitá-lo com base num programa de três anos. Claro que quando for possível os alimentos serão provenientes de stocks de intervenção. Mas serão sobretudo comprados no mercado, através de concursos públicos”, disse Mariann Fischer-Boel.

Até aqui, os bancos alimentares podiam ser abastecidos pelas reservas agrícolas, mas só em casos excepcionais era possível comprar os alimentos ao mercado. Como a reforma da Política Agrícola Comum deixou os stocks no nível mais baixo de sempre, o recurso ao mercado passa agora a ser autorizado de forma permanente.