Última hora

Última hora

Brown com "cabeça a prémio" no Congresso Trabalhista

Em leitura:

Brown com "cabeça a prémio" no Congresso Trabalhista

Tamanho do texto Aa Aa

Ao mais baixo nível de sempre nas sondagens, Gordon Brown vai tentar cerrar fileiras num Congresso Trabalhista ameaçado pela dissidência.

Na oposição, o Partido Conservador de David Cameron atinge recordes de popularidade inéditos desde Margaret Thatcher. Na última sondagem, os Tories surgem com 28 pontos de avanço sobre o Labour.

Com 52 por cento das intenções de voto, Cameron espera suceder a Brown nas próximas legislativas, que terão lugar até Maio de 2010.

Mas as preocupações imediatas do primeiro-ministro britânico são outras. Segundo uma sondagem publicada esta sexta-feira, mais de metade dos militantes trabalhistas quer a demissão de Brown. O chefe da diplomacia David Miliband é o substituto favorito.

No seio do partido, são várias as vozes a “exigir a cabeça” de Brown. Na terça-feira, o secretário de Estado para a Escócia optou pela demissão.

Durante a conferência, o primeiro-ministro vai tentar convencer os trabalhistas a esquecer as querelas internas em prol, nomeadamente, da resolução da crise económica.