Última hora

Última hora

Bush anuncia intervenção da Casa Branca para estabilizar os mercados

Em leitura:

Bush anuncia intervenção da Casa Branca para estabilizar os mercados

Tamanho do texto Aa Aa

Foi acompanhado pelo secretário do Tesouro, Henry Paulson, pelo presidente da FED, Ben Bernanke, e por Chris Cox, presidente da SEC, a CMVM norte-americana, que George Bush anunciou a intervenção
da sua administração para resolver a crise financeira
norte-americana.

“É um momento fundamental para a a economia americana. Surgiram problemas nos mercados que afectaram em primeiro lugar os créditos de alto risco, propagando-se em seguida por todo o sistema financeiro. Isto levou à erosão da confiança, o que gelou as transacções financeiras, incluindo créditos de consumo e a empresas que pretendiam expandir-se e criar empregos. Como resultado, temos que agir agora para proteger a saúde das finanças do país de riscos sérios. Haverá muito tempo para debater as origens do problema. Mas para já é preciso resolvê-lo.”

Henry Paulson e Ben Bernanke apresentaram aos congressistas, ontem à noite, um plano para reduzir os problemas nos mercados financeiros, através da criação de um fundo que concentrará as dívidas dos bancos.

A entidade terá como principal actividade limpar os activos de má qualidade que estão a afectar o balanço da banca norte-americana. Estes activos deverão ser colocados de novo no mercado com uma conjuntura mais favorável. O plano deverá custar centenas de milhares de milhões de dólares de acordo com as estimativas do secretário do Tesouro.

Certo é que estas medidas provocaram um fenómeno de histeria que permitiu aos mercados bolsistas norte-americanos e europeus registarem ganhos históricos.

A Euronext Lisboa conseguiu a maior valorização diária de sempre. O PSI 20 encerrou a sessão com ganhos de 8,03 por cento para 8.316,81 pontos.