Última hora

Última hora

Polícia alemã proíbe manifestação "anti-islamização" por razões de segurança

Em leitura:

Polícia alemã proíbe manifestação "anti-islamização" por razões de segurança

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia cancelou a conferência da extrema-direita
em Colónia por razões de segurança.

A iniciativa que visava denunciar a alegada islamização da sociedade degenerou em violência logo pela manhã.

Militantes de extrema-esquerda envolveram-se em confrontos com a polícia.

A iniciativa da extrema-direita foi alvo de fortes críticas por parte da câmara municipal, da Igreja e dos sindicatos que apelaram à população para sair à rua em defesa do diálogo e da tolerância.

Um apelo ao qual responderam 40 mil pessoas que protestaram pacificamente contra o que apelidam de xenofobia.

Na base da controvérsia está o projecto para a contrução da grande mesquita de Colónia.

O local de culto que terá dois minaretes e capacidade para acolher quatro mil fiéis é visto pelos partidos radicais como um símbolo de islamização da Europa.

A Alemanha conta com mais de três milhões de muçulmanos, que representam cerca de 4% da população.