Última hora

Última hora

Tudo em aberto nas eleições de hoje na Eslovénia

Em leitura:

Tudo em aberto nas eleições de hoje na Eslovénia

Tamanho do texto Aa Aa

Quase dois milhões de eleitores vão hoje às urnas na Eslovénia para eleger um novo parlamento.

Um sufrágio que se adivinha bastante renhido, já

que um escândalo de corrupção a envolver o primeiro-ministro Janez Jansa acabou por provocar uma reviravolta de última hora.

Jansa perdeu popularidade e segundo duas sondagens feitas nos últimos dias de campanha eleitoral os sociais-democratas na oposição podem vencer as legislativas. Os inquéritos de opinião mostram uma vantagem de dois por cento nas intenções de voto em detrimento do conservador SDS, o partido do primeiro-ministro.

No entanto, a questão de base mantém-se, o próximo executivo deverá ser formado por uma coligação pois será difícil a qualquer partido alcançar a maioria absoluta.

A novidade do sufrágio é Katarina Krasel, eleita para a liderança do Partido Democrático Liberal no ano passado, está em quarto lugar nas intenções de voto, segundo as sondagens.

Os eslovenos vão eleger 90 deputados, entre mil candidatos de 19 partidos. Nove formações têm representação parlamentar.

A quota mínima de lugares para as mulheres foi fixada pela primeira vez nos 25%.