Última hora

Última hora

Brown discursa para apaziguar contestação interna

Em leitura:

Brown discursa para apaziguar contestação interna

Brown discursa para apaziguar contestação interna
Tamanho do texto Aa Aa

Um discurso destinado a reconquistar a unidade e o comando de um partido dividido quanto à sua liderança. O primeiro-ministro britânico Gordon Brown dirigiu-se ao congresso dos trabalhistas, em Manchester, e sublinhou a necessidade de se trabalhar para o país e deixar os problemas internos de lado.

Uma mensagem destinada a apaziguar os que o contestam. “Não vim para a política para ser um celebridade ou pensar em ser sempre popular e, de certa foram ainda bem. Se as pessoas dizem que sou demasiado sério, honestamente, existem muitas razões para estar sério”, disse.

Brown visou não só os eventuais candidatos à liderança mas também a oposição conservadora. “Sou a favor de todos principiantes mas deixem-me que vos diga, que estes não são tempos para novatos”, acrescentou.

O líder trabalhista reiterou também os objectivos como chefe do governo e timoneiro de um partido que governa o Reino Unido há 11 anos. “Quero dar ao povo deste país uma confiança incondicional, sem “se’s”, sem mas, sem letras miudinhas, a minha concentração é levar este país através dos desafios das actuais circunstâncias económicas que enfrentamos e construir a sociedade justa do futuro”, declarou. A mensagem de Brown numa altura em que o partido se encontra em dificuldades em termos de popularidade. Resta saber se as palavras do líder convencem os opositores internos.