Última hora

Última hora

EDF compra British Energy por 15,7 mil milhões de euros

Em leitura:

EDF compra British Energy por 15,7 mil milhões de euros

Tamanho do texto Aa Aa

A francesa EDF consolidou a liderança no mercado mundial de energia nuclear depois de chegar a um acordo para a compra da British Energy.

Uma transacção avaliada em 15,7 mil milhões de euros que permite à Electricité de France a compra de mais oito unidades de produção no Reino Unido e ainda a construção de reactores adicionais.

Para Pierre Gadonneix, presidente da EDF o futuro da energia nuclear está na Grã-Bretanha. “Nos próximos anos, a Grã-Bretanha será o país europeu que desenvolverá mais centrais nucleares, por duas razões, primeiro porque é o país da Europa com maior necessidade dada as suas limitações energéticas. E a segunda porque o governo britânico tanto de Tony Blair, como o de Gordon Brown escolheram o caminho da energia nuclear”, disse Gadonneix.

A EDF vai assegurar numa primeira fase 35,2 por cento do capital detido pelo estado britânico garantindo o controlo da British Energy.

Para o ministro do Comércio britânico John Hutton este negócio representa o maior investimento directo estrangeiro de sempre. “Vinte e cinco mil milhões de libras para o Reino Unido. É algo que fará avançar o debate sobre a questão nuclear de forma substancial, criará novas centrais nucleares no país e ajudará a suprir as lacunas energéticas”, disse Hutton.

A EdF já controla 77% da produção de energia em França. Com o negócio realizado no Reino Unido, a empresa francesa acrescenta oito centrais nucleares às 58 que já detém em França.