Última hora

Última hora

Putin e Chavez alargam cooperação ao nuclear civil

Em leitura:

Putin e Chavez alargam cooperação ao nuclear civil

Tamanho do texto Aa Aa

Rússia e Venezuela dão mais um passo na chamada “cooperação técnico-militar positiva”.

O presidente Hugo Chavez discutiu esta noite em Moscovo o alargamento da colaboração ao nuclear civil. Uma notícia que aumenta as inquietações de Washington sobre a aproximação entre Vladimir Putin e o anti-americano Chavez.

“Nós estamos prontos a estudar o desenvolvimento da nossa cooperação em matéria de energia nuclear e é para mim um prazer anunciar que a Gazprom vai iniciar nos finais de Outubro, os trabalhos de prospecção de gaz no Golfo da Venezuela”, afirmou Putin durante a reunião com Chavez.

Mas o encontro serviu, antes de mais ,para ultimar aquele que é o décimo terceiro negócio de compra de armas realizado entre os dois países desde 2005, orçado em 682 milhões de euros.

A Venezuela dispõe já de 24 aviões de caça sukoi, de 50 helicópteros de combate e mais de 100 mil metrelhadoras Kalashnikov de fabrico russo.

Nos próximos dias, e pela primeira vez desde a guerra fria, a frota russa vai realizar manobras militares em águas territoriais venezuelanas.

Na semana passada, a deslocação de dois bombardeiros estratégicos russos à Venezuela, em pleno clima de tensão entre Caracas e Washington, tinha despertado alguns fantasmas do passado.