Última hora

Última hora

Nenhum partido da oposição foi eleito para o parlamento da Bielorússia.

Em leitura:

Nenhum partido da oposição foi eleito para o parlamento da Bielorússia.

Tamanho do texto Aa Aa

Ainda antes do anúncio da Comissão Eleitoral centenas de militantes da oposição reuniram-se no centro de Minsk para denunciar a existência de fraudes.

O principal líder da oposição, Alexander Milinkevitch, considerou que “as eleições não foram democráticas e são uma mera operação de cosmética”.

Pela primeira vez desde 1994, o regime autorizou setenta candidatos da oposição a concorrer às eleições.

As autoridades bielorussas libertaram prisioneiros políticos e afirmam que fizeram tudo para assegurar um escrutínio livre e justo.

Minsk ambiciona uma normalização das relações com a União Europeia que impôs uma série de sanções aos dirigentes bielorussos.

Pouco depois de depositar o seu boletim de voto nas urnas, o presidente Alexander Lukachenko afirmou que se as eleições correrrem bem o ocidente reconhecerá a Bielorrúsia.

Todas as atenções se centram agora no relatório dos observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa que deverá ser apresentado esta tarde.