Última hora

Última hora

Europa nacionaliza bancos para travar crise financeira

Em leitura:

Europa nacionaliza bancos para travar crise financeira

Tamanho do texto Aa Aa

O banco belga-holandês Fortis vai ser nacionalizado.

Os países do Benelux – Holanda, Bélgica e Luxemburgo – vão intervir para salvar o grupo financeiro, parceiro em Portugal do BCP na área de seguros.

O acordo foi alcançado, este domingo, durante um encontro que reuniu representantes dos três países, dos bancos centrais e da União Europeia.

O ministro das Finanças belga diz tratar-se de um acordo onde estão presentes governos de três países, que vão assumir o controlo das filiais situadas na Bélgica, Holanda e no Luxemburgo. Didier Reynders, acrescenta, “os países vão ter uma participação de 49% no capital, que representa um investimento de 11,2 mil milhões de euros.”

O grupo financeiro Fortis que tem vindo a registar acentuadas perdas no valor das acções terá de vender a participação que detém do banco holandês ABN Amro.

No Reino Unido, também, o banco Bradford and Bingley vai ser ser nacionalizado. O gigante espanhol Santander anunciou, entretanto, que vai comprar os activos e as sucursais do britânico B&B por cerca de 500 milhões de euros. A carteira de créditos hipotecários deverá ser integrada no banco Northern Rock nacionalizado este ano.

Na Alemanha, um consórcio de bancos privados vai salvar o Hypo Real Estate. O grupo vai disponibilizar um crédito a médio prazo para acabar com os problemas de liquidez da instituição.