Última hora

Última hora

Extrema direita seduz na Áustria

Em leitura:

Extrema direita seduz na Áustria

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Partido Popular Austríaco, Wilhelm Molterer, renunciou ao cargo após os maus resultados nas eleições gerais.

Molterer, até agora vice-chanceler federal e ministro das Finanças, será substituído pelo ministro do Meio Ambiente, Josef Pröll.

O ÖVP obteve 25,61% de apoio popular, logo atrás dos social-democratas, que também desceram conseguindo contudo manter o primeiro lugar. O líder dos social-democratas, Werner Faymann, que deverá receber a ordem do presidente para formar um novo Governo, deixou claro que sua opção, entre as poucas que tem após o forte avanço da extrema direita, é renovar a coalizão com o ÖVP, porém sem Molterer.

Os dois principais partidos austríacos sofreram uma queda de popularidade significativa que acabou beneficiando a extrema direita.

O partido de extrema-direita FPÖ recolheu 18 por cento dos votos, uma subida de sete pontos percentuais, assim como o partido populista BZÖ, de Jörg Haider, que obteve 10,88 por cento, mais seis por cento do que no último sufrágio.