Última hora

Última hora

Tories britânicos estendem a mão a Brown para resolver crise financeira

Em leitura:

Tories britânicos estendem a mão a Brown para resolver crise financeira

Tamanho do texto Aa Aa

Os conservadores britânicos mostram-se favoráveis à intervenção do Estado para socorrer os bancos afectados pela crise financeira. O líder dos Tories, David Cameron, sublinhou hoje que, “o partido continua a defender o liberalismo económico”, mas reconhece a necessidade de, “reformar o sistema financeiro”.

Uma mensagem que levou o político a antecipar para hoje o discurso frente ao congresso do partido, em Birmingham, antes de mais para sublinhar que, “ao contrário do que se passou nos Estados Unidos, o debate no Reino Unido, não será minado por divisões partidárias”, e que está pronto a colaborar com o governo trabalhista.

Cameron não deixou, no entanto, de sublinhar, “a ineficácia das medidas governamentais face à crise bancária”. Mas o apelo à união é visto pelos analistas como uma forma de assegurar o protagonismo dos conservadores que, actualmente lideram as sondagens de popularidade.

Os ventos de crise são favoráveis ao primeiro-ministro e antigo responsável por décadas de crescimento da economia britânica. Gordon Brown reuniu-se hoje com o governador do banco de Inglaterra e com o ministro da Economia para discutir a redução das taxas de juro para 4,75%.

Uma medida para combater a recessão, da economia, mas também da popularidade do governo trabalhista.